quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Além do pecar

Eu aprendi algo que alguém aprendeu com outro alguém. “Pecado é aquilo que a gente faz contra a gente mesmo”. Todas às vezes que errei, deitei com o meu erro. Fui eu que agüentei os meus pesadelos, o meu peso. Por mais que magoei, fui eu que carreguei o saco de lágrimas, de choro reprimido, de arrependimento. Fui eu todas às vezes que carreguei.
Quando julguei, fui eu que me desfigurei. Me desfigurei da ideia que eu também posso falhar. Quando eu julgo incorporo a filosofia da perfeição e tudo que é 100% certo, tem a mesma quantidade de ilusório.
Pecado é aquilo que eu faço contra mim. Contra os meus conceitos, contra a minha vida. É a sensação de que a conseqüência tem um peso que eu pouco posso suportar e que eu vou precisar carregar. O meu erro é contra mim. O seu contra você. E isto não tem nada a ver com religião e sim com carne e coração e a sua lingufaca de cortar. É só pensar.
Por Natália Oliveira

17 comentários:

Mulher Vã disse...

Uau! Nunca tinha pensado nisso!

sblogonoff café disse...

O pecado é isso aí. É algo pessoal.
Eu sempre digo que pecado é o que não me deixa dormir e o inferno é a culpa por ter pecado.
Muitas vezes o mundo estabelece suas regras, constrói os conceitos de certo e errado e nossos sentimentos se elaboram dentro de nós à partir do que há por fora.
Algumas coisas parecem certo aqui e parecem errado acolá. E se eu nasci onde o que eu fiz parece errado pra mim,então verei meu coração se fragmentar e o estômago virar lixo. Essa a sensação dos meus pecados comissivos e omissivos!!
O que é o pecado? Uma infração a regras internas ou externas?
Qual é o salário do pecado?
Qual é o estado do pecado capital?
Qual é a capital do estado civil?

(Rs)

Sopro de Eves!

Denise disse...

Na
vc soube colocar em palavras o que sempre pensei e nunca soube.
Ou que sempre soube pensar..ou sei lá rs
Para alguem que não acredita em pecado e sim em escolhas e que "pagamos" por elas.
MEU DEUS como vc acertou!

Daniel Savio disse...

Pecado é algo que comentemos, mas não quer dizer que não há prazeres em comete-los...

Fique com Deus, menina Natália.
Um abraço.

Eloisa disse...

Pecado é aquilo que a gente faz contra a gente mesmo. Analisei e cheguei a conclusão que é. Legal.

beijo, beijo.

Verônica disse...

Nossa quantas vezes pequei contra mim mesma, passando por cima daquilo que eu queria para fazer valer a opinião dos outros, não existe pecado maior do que vc não se amar como realmente deveria...
Seu blog é lindo demais, cheio de sentimentos e amor....
Adoreiii tudo tudo tudo!!!!
Volto sempreeeee
beijosss

Natália disse...

Até que me ensinassem, Vã, eu também não.

-

É algo que criamos, que nos pautamos. É algo que vai contra os nossos conceitos. E se conceitos são individuais, quem julgarás?

Eita humanidade complexa.

E que mentir é tão pecado quanto roubar. Não existe pecadinho, pecadão.

Não existe ponto na carteira. Quatro ponto pro que roubou, oito pro que matou.

É erro, se fere seus conceitos....

-

rs.

Que bom, Dê!

Acho que no fundo do mundo existe esta sede de verdade.

-

Dani, o menino que some.

Há poucas coisas na vida que não são banhadas no prazer.

-

Elo!

É bacana, mesmo.

-

Vê!

Bom tê-la por aqui.

É verdade. A gente já peca por não se amar, mais ainda por ñão se ouvir.

Mas a gente chega lá!

-

Queridos, obrigada pela visita.

Vocês são minha dose de motivação.

Rose Cianci disse...

"Lingufaca" - é pra pensar mesmo!!!
Ameiiii!
Bjus.

Pensamento aqui é Documento disse...

A gente pensa juntas, Rô!

=D

sblogonoff café disse...

Mas até que ponto um conceito nosso não é extarído do mundo em que vivemos?
Até que ponto um erro é meu?

Pensamento aqui é Documento disse...

Ninguém vive sozinho. Nascemos, crescemos num mundo de regras, de conceitos, de dedos. Extraimos o que nos é imposto e o que nos é de gosto.

Pautamos nossa vida em cima disto. Construimos nossa trilha em cima de filosofias que nos foram vendidas como certas e quando a gente vai contra isso a gente erra. Erra para sociedade quando não somos o resultado que nos foi imposto.Erramos para nós quando não fazemos o que é do nosso gosto.

E no meio de tudo isto não conseguimos ser meio. Sempre somos extremos.

sblogonoff café disse...

Rs!!
Eu quero chegar no "Caminho do Meio" !!!
Valeu pela discussão!
Sopro de Eves!!!

Pensamento aqui é Documento disse...

Se conseguir a passagem, eu compro!

rs

Beiijos

/Adriana disse...

Ler teus textos já virou mania? ou vício? ou obrigação do dia, não sei bem....Porém, fico com tanta vontade de vir aqui e me deparar com coisas assim, que me fazem refletir sobre mim mesma, sobre minhas atitudes e pensamentos.

Pecado, Amor, Paixão...
Devem andar juntos...

A ti, és um prazer imensurável ler tuas escritas sempre...

Ops,,,e quanto ao tempo... Um dia conseguimos sim

=)

Beijo

Natália disse...

Oi, Dri!

Poxa! Que bom ouvir isto de você. Fico feliz, feliz mesmo.

Espero que as consequências deste vício, mania ou dose diária sejam bons. Acrescentem, nem que seja como um passatempo.

Paixão. Acredito que a paixão é aquela que te motiva a sair de si e beirar a loucura. Acho-a parceira do pecado.

Prefiro esperar o amor e sua serenidade. A sua liberdade.

Sim, conseguiremos!

Beiiijos, querida.

Daniel Savio disse...

Hua, kkk, ha, ha, é parte da minha vida...

Sumir e aparecer...

Fique com Deus, menina Natália.
Um abraço.

Natália disse...

Rs

Rs

Você também.