quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Graças aos Problemas Alcançados

Tenho agradecido imensamente todos os problemas alcançados. Nada que me motive estampar faixas, andar em meio aos espinhos descalça ou deixar de comer chocolate. Nenhum sacrifício, tortura ou coisas do tipo. Tenho apenas agradecido de coração os problemas alcançados por ter a oportunidade de resolvê-los.
Tenho dormido sem dedos apontados. Tenho dormido com o tamanho real dos meus problemas, sem diminuí-los ao ponto de sofrer o invisível, nem aumentá-los ao ponto de ficarem maiores que eu. Tenho deixado as formas como estão, sem cores fortes ou apáticas, tenho tido coragem para admirá-las no mesmo tom. E tenho percebido que quando faço isto deixo os meus olhos livres para encontrar a solução.
Tenho me permitido entender que problemas existirão para sempre e eu posso resolvê-los um de cada vez. Não há pressa que me apresse e nem prece que resolva se a disposição não for boa e minha.
Tenho percebido que problema só é problema pq. a gente não sabe lidar. Tenho percebido que a cada vez que preciso resolver algo, preciso resolver primeiro parte de mim e sempre que topo, elimino o conflito na primeira etapa.
Tenho agradecido imensamente todos os problemas alcançados. Tenho percebido que problema só é problema pq. a gente não sabe lidar.
Por Natália Oliveira

4 comentários:

Daniel Savio disse...

Isso se chama amadurecimento...

Fique com Deus, menina Natália.
Um abraço.

Laurinha disse...

Eu abandono meu blog e acabo abandonando os demais. Pq seu texto fala tanto do que sinto? rs
Vc brinca com as palavras, já te disse isso?
Um dia chego lá.
Problemas alcançados, Amém!
Problemas por vir, nos manteremos em pé e juntas se precisar.
=D
Adoro!
Beijo

Dayse Oliveira disse...

Preciosidade. Você consegue por em linhas duras palavras doces e macias. O espaço é rígido, mas seu texto flutua nele.

As dificuldades só servem de força e impulso para a subida de mais um degrau. Parabéns por enxergar o quanto é bom e grandioso ter problemas.

Você é divina.

Natália disse...

Daniii!

Falta "amadurar" nos outros tantos. rs.

-

Lá!

Não me abandone!

Q delícia! Adoro brincadeiras. rs.

Já chegou e entrou pela porta que te cabe, eu fiz o mesmo e a gente se encontrou na janela que cabe nos duas.

Juntas! Que bom ouvir isso.

Adoro [2]

Beiiiiijos

-

Aprendi um tanto disto com você! E desde quando o caminho começou, ele ficou mais doce e ais ensolarado no momento que você chegou.

Você é maravilhosa.