segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Vai continuar sendo assim, não há sentido em outra maneira. Não te obrigo, não te prendo, não te forço. Está livre para onde quiser ir. Se voltar, é porque ainda me guarda, se perder o reencontro, é porque não há mais eu e você. Não há contratos, há apenas o trato de cuidar da leveza e da confiaça que une eu e você.
Por Natália Oliveira

4 comentários:

Fernand's disse...

o amor tem que ser livre... se não for, vai e não volta!



bjs meus

Pensamento aqui é Documento disse...

Tem q ser...

Daniel Savio disse...

Bonito, mas as vezes não agimos com tanta maturidade para libertar quem a gente ama...

Fique com Deus, menina Natália Oliveira.
Um abraço.

Pensamento aqui é Documento disse...

O negócio é tentar aprender, né Dan?

Um beeeijo,