quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

Amar não Basta

Diga que me ama e prove isto. Diga que me ama e me leve para jantar, para ver o mar, para comer o que eu gosto e fique comigo vendo a hora passar. Me traga chocolates e me chame de linda até eu me cansar. Coloque nossa foto em sua carteira, mostre a ela aos seus amigos e diga que eu sou a mulher da sua vida. Escolha a aliança mais bonita e embrulhe em papel de seda antes de me dar. Diga que me ama, que me quer, que me deseja, sim faça isto. Faça, mas não esqueça: se me amar apenas, não bastará.
Amor por amor é pouco. Amar para mim não basta, é preciso muito mais. É preciso que respeite o meu silêncio, o meu barulho, a minha ausência. Mesmo quando a minha ausência seja de corpo e desejo. Mesmo quando a minha ausência seja de mim e de você. É preciso que respeite. É preciso que respeite a minha solidão e o meu desejo por multidão. É preciso que respeite minha gargalhada alta, a minha compulsão por chocolate, o meu lado infantil e a minha falta de sensualidade. É preciso que me respeite.
Diga que me ama e prove isto.
Amor, amor de amor para mim tem que ser amor de amigo. Aquele que a gente sente porque conhece cada detalhe da vida do outro e mesmo assim ama sem fazer esforço. Por isto diga que me ama e prove isto. Respeite-me.
Por Natália Oliveira

5 comentários:

Daniel Savio disse...

Infelizmente, concordo que não basta "apenas" amar...

Fique com Deus, menina Natália.
Um abraço.

Tais Luso de Carvalho disse...

Oi, Natália, concordo: amor é tão diferente e está cada vez mais escasso. Amor é isso, a entrega de sentimentos, do gostar, dos cuidados, do companheirismo e de querer sempre o melhor para o outro.

Olha, tive de rir do teu comentário; fiquei imaginando a tua mãe...

Meu carinho
Tais luso

"O território de meus pensamentos" disse...

Adorei o post Natália. Simplesmente perfeito este desejo de amar. Parabéns!!! (Eusir Bastos)

Dayse Oliveira disse...

E se amar não é respeitar, o que mais pode ser amar?

Lindo texto. Identifiquei-me em cada ponto final...

Pensamento aqui é Documento disse...

Dani.

É amar é muito pouco.

-

Tais!

É uma soma, né? Amar só é muito pouco.

uauhuahuhauhauah
Sensacional!

-

Eusir!

Amemos, mas que não seja o amor o único norte.

-

Dê!

Faço a mesma pergunta!

Beiijos